60 Anos de Precision

Há 60 anos, algo importante aconteceu com os graves da música popular: Leo Fender tornou popular o primeiro contrabaixo elétrico. Tantos os contrabaixistas que carregavam seus contrabaixos acústicos, quanto aqueles que queriam tocar o instrumento mas se viam limitados pela dificuldade de um baixo daquelas proporções, sobretudo, devido à técnicas, gostaram da novidade e uma nova categoria de músicos apareceram, os contrabaixistas elétricos.

Se o Fender Precision foi de fato o primeiro baixo elétrico da história, e uma discussão que não importa muito. Importa apenas a importância dele no cenário musical. Pegando carona no sucesso das Telecaster, produzidas em massa um ano antes que o Precision, o novo contrabaixo compartilhou as mesmas características das guitarras, guardadas as proporções, obviamente.

Bassmen - Fender Preciosion 1951

Anúncio do Fender Precision e amplificadores Bassmen

O Precision oferecia diversos benefícios como se pode ver no anúncio do novo contrabaixo em 1952:

  • Boa tonalidade e volume (este último costumava ser um problema par aos contrabaixistas acústicos)
  • Braço com trastes que garantiam a entonação (de onde veio, inclusive, o nome Precision)
  • Tocabilidade facilitada em comparação com o contrabaixo acústico e com mais velocidade.
  • Fácil transporte e leve

Isso tudo garantia a seu antepassado algumas vantagens. Não só peso, mas um timbre mais limpo, menos percussivo era alcançado pelo Precision com uma nota fundamental mais nítida. Com isso, o baixo passou a ter um papel mais imponente em relação à ritmo.

Fender Precision – Modificações e signatures

Entre 1957 e 1959, o Precision sofreu algumas modificações: mudanças de captação, novas opções de cores (entre elas a Sunburst) e a escala em Rosewood foram as mais notadas.

The Clash - London Calling

Paul Simonon do The Clash destrói seu Precision em uma das imagens mais marcantes do rock n roll

Já em 1970, uma versão sem trastes do Precision é comercializada. Desde então, algumas mudanças pontuais ocorreram. Uma delas, em 1990 uma versão 5 cordas chamada Hot Rod e algumas séries especiais com a assinatura de grandes baixistas: James Jamerson, Pino Palladino, Steve Harris, Tony Franklin, Duff McKagan, Matt Freeman, Mike Dirnt, Mark Hoppus, Sting, Roger Waters e Pete Wentz.

Para uma linha do tempo do Fender Precision, visite o link. Infelizmente, em inglês, mas altamente recomendável.

O Precision Hoje

Além de ter sido pioneiro e aberto caminho entre os elétricos, o Precision é um dos baixos preferidos para blues, rock e pop, dentre outros estilos. E para comemorar o sucesso do instrumento, a Fender lançou uma edição limitada de seu Precision Bass, o 60th Anniversary Precision Bass.

60th Anniversary Precision Bass

O modelo comemorativo dos 60 anos do Fender Precision, além de trazer o visual do Precision lançado em 1951, ainda inclui corpo  em ash, maple no braço e escala com 9.5” e trastes jumbo médio. A captação é através de um vintage Precision Bass single-coil no tradicional modelo split. O visual retrô também manda na ponte e knobs além de uma tampa do braço comemorativa. Para proteger esta edição limitada da Fender, um case SKB acompanha o baixo.

60th Anniversary Precision Bass

60th Anniversary Precision Bass: Edição comemorativa dos 60 anos de sucesso Fender Precision

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *